domingo, 18 de janeiro de 2015

ZOO DE LUJAN - ARGENTINA PT. III

O zoológico de Lujan está situado a 75 km de Buenos Aires e os visitantes têm a oportunidade de um contato bem próximo com os animais, podendo entrar nas jaulas e tirar fotos com eles.

O principal motivo de eu ter escolhido a Argentina para minha primeira viagem sozinha foi porque queria muito tocar em um leão e lá eu teria essa oportunidade, já tinha lido diversas opiniões sobre o zoo e queria tirar a minha conclusão, mas nem tudo foi o que eu imaginava, o sentimento de dó dos animais superou a expectativa que eu tinha do lugar.


Decidi fechar o passeio pela agência, então paguei 270 pesos pelo transporte e 400 pesos o ingresso, me arrependi porque só tinha um horário de retorno, chegando no zoo descobri que tinham vans que saiam do obelisco por 50 pesos e tinha retorno a cada trinta minutos.

Acordei as oito horas, tomei café no hotel e fiquei esperando o transporte que estava agendado as dez, depois de uma hora de atraso o ônibus chegou, a guia era muito atrapalhada e todo mundo no ônibus estava irritado com ela, cada hora ela dizia um horário de retorno diferente e como é longe da cidade se perdêssemos o ônibus um táxi sairia em média 800 pesos.

Chegamos 12h00 no zoo e depois de muitos horários diferentes ela definiu que tínhamos que retornar as 16h00, como eu achei que era muito pouco tempo perguntei se era suficiente para visitarmos todos os bichos e ela tinha garantido que em duas horas conseguiríamos ver tudo.

O lugar é super afastado, o chão de terra batida e parece um sítio abandonado, estava tudo lotado e comecei a duvidar que em duas horas eu ia ver tudo, mas vamos lá.

Logo na entrada tem uma tenda que você compra farelo de pão e torradas para os patos e lhamas que ficam soltos, são 5 pesos e os bichos ficam comendo o dia todo, comprei um e fui direto pra fila do rei do zoo, o leão.

Na fila fiquei conversando com um casal e nós três entramos juntos na jaula, eu estava com a adrenalina a mil e com uma sensação fantástica em poder chegar perto de um animal tão incrível porém, quando entrei me deu muito aperto no coração, ele estava muito magro e com uma cara de tapado, parecia que tinha feito um estágio com o Bob Marley e me deu muita vontade de levar ele embora dali.

Saindo da jaula, encontrei um casal e mais uma amiga (do fórum) e decidimos que dois ficariam numa fila e dois iriam pra outra assim que tivesse chegando iriamos tirar a foto e voltarmos pra outra fila, acabou sendo a salvação,
pois de outra forma eu só veria mais um animal.

Ficamos duas horas na fila do tigre branco, os dois estavam apagados  tiramos a foto rapidinho e corremos pro outro tigre, ele estava acordado mas foi só dar o leite e ele dormiu também, as jaulas estavam sujas, desorganizadas e muito fedidas.


Do lado de fora das jaulas, tem uma caixinha para por gorjetas, são opcionais, mas se você põe, pode ficar mais tempo na jaula, inclusive os funcionários ficam dispostos a tirar dúvidas e fotos. Saí correndo para tirar fotos com a iguana, cobra e arara, somente esses três não é permitido tirar foto com a sua câmera, então os funcionários tiram as fotos e depois você compra elas.

Sempre tive a impressão que a cobra era molhada e gelada, estava totalmente enganada!! Elas são quentinhas e secas, adorei! Quando acabei de tirar as fotos fui ver o relógio e já eram 4 hrs!!!! Eu, não tinha comprado as fotos, não tinha visto o elefante e o urso e estava do outro lado do zoológico.
Passei correndo em frente as fotos tava absurdamente lotado, fui procurar as vans pra tentar agendar uma e ir embora mais tarde, mas a funcionária que chamava Daniele disse que estavam todas lotadas, então sai correndo pra falar com a guia da agência (a tapada) pra ver se ia ter outra ou o se o ônibus sairia mais tarde, ela me disse que sairia em 5 minutos, eu fiquei revoltada e comecei a discutir com ela, pelo fato de pagar uma fortuna e ter um tempo lixo e que as duas horas que ela tinha garantido ver tudo eu fiquei em uma fila pra ver um bicho, enfim ela fez uma cara de descaso e disse que não podia fazer nada, nisso a Daniele viu que eu tava levemente alterada veio falar comigo, ela disse que pelo menos nas fotos ela poderia me ajudar, ela pediu para eu ir pela porta dos fundos, dar o nome dela e dizer que ela pediu pra me passar na frente pois meu ônibus estava saindo, então sai correndo pelo zoológico, cheguei lá e em 5 minutos estava com as fotos em mãos. (São essas abaixo)
Corri de volta para o ônibus e o motorista estava indo embora, naquele momento vi minha vida passando num flash kkkkk pois, jamais teria o dinheiro pra voltar de táxi e não tinha ônibus nem nada por perto, então numa tentativa desesperada, comecei a  correr e socar a lataria do bus, até que os passageiros me notaram e pediram pro motorista parar.

Quando entrei, além de sem fôlego eu estava tão puta com a guia que mal conseguia olhar pra cara dela, mas ai não precisei fazer nada, pois todo mundo estava tão insatisfeito quanto eu e discutiam com ela. Depois dessa experiência decidi que é mais cômodo, fechar pacotes com agência, mas além de ser bem mais caro você fica limitado a horários e não tem a liberdade pra decidir o que você realmente quer fazer, por isso, hoje em dia sou a favor de fazer tudo por conta.

Quanto ao zoológico a experiência é única, mas não sou a favor de financiarmos esse estilo de vida aos animais, eles não merecem viver naquelas condições para que nossos vontades sejam realizadas ao supor que podemos "dominar" a natureza e assim tirar fotos tocando neles.