quarta-feira, 3 de maio de 2017

São Paulo - Atibaia Pedra Grande

No domingo, decidimos fazer um bate volta com o jipe para a Pedra Grande em Atibaia. Há mais ou menos 60 km de São Paulo, podemos ver de cima a cidade de Atibaia. 

Levamos uns snacks pra comer no caminho e os pedágios deram menos que R$10,00.

O local possui estacionamento e banheiros químicos. Para chegar lá existem dois caminhos,a recomendação é ir com um carro alto pois o caminho é cheio de pedras. Pela manhã há saltos de parapente e asa-delta.

Também é possível fazer a trilha a pé, quem sabe numa próxima visita. 


           

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

BUBBLE FEST - SÃO PAULO

Evento que aconteceu em São Paulo, O Bubble Soccer, também conhecido como Futebolha, é a melhor maneira de descontar suas emoções de uma forma divertida e segura. Já o Archery Tag, é uma mistura surreal entre arqueria e paintball, surgindo assim uma atividade completamente única.

O valor é em média 40,00 e além dessas atividades tem muitas outras.

Confira o vídeo e saiba um pouco mais.


sexta-feira, 18 de março de 2016

CRUZEIRO - PARTE I

Virada de ano e decidimos fazer um cruzeiro em família, o roteiro era Ilha Grande (Angra dos Reis), Salvador (Bahia), Copacabana (Rio de Janeiro) e Ilhabela (São Paulo). Como nunca tínhamos feito nenhum tudo foi novidade e vou contar a experiência.

Chegamos no Porto de Santos e o esquema foi parecido com o de aeroporto, despachar as malas, fazer check-in e aguardar, o pessoal estava super arrumado e bem vestido, como tive que despachar minha mala de mão porque era grande, peguei uma sacola de mercado para colocar minhas coisas, fiquei super classuda. Ao embarcar tiramos uma foto e nosso quarto era o 2282, era bem grande com uma cama de casal e um sofá, óbvio que ele acabou sobrando pra mim mas pelo menos era confortável.

Fomos fazer um tour pelo navio e procurar comida, descobrimos os horários de café e jantar e no 9ºandar do navio tinha um restaurante com comida a vontade o dia inteiro, me matei de comer e fui pra hidro socializar.

O jantar sempre era um espetáculo a parte, a comida era muuuito boa e eram sempre muito formais.

Comi salada, macarrão, carne e sorvete e já vou falando que voltei SUPER acima do peso porque eu comia praticamente em 80% do tempo disponível.

Me arrumei e fui com uma amiga que fiz no navio para a festa sertaneja que foi de musicas dos anos 40 ¬¬, como não curtimos muito, fomos pra balada e estava melhor, dancei e depois fui dormir com aquele balancinho de "estou em alto mar".

No próximo post vem a continuação...

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

JUNGFRAU - SUIÇA


Jungfrau é uma montanha a 4.158 metros de altitude, ideal para fazer esportes como Ski e Snowboard, decidi que queria ir pra conhecer neve já que nunca tinha visto.

Na metade da Eurotrip, estávamos na cidade de Lauterbrunnen nos preparando pra subir os Alpes Suiços, estavámos hospedados em uns chalézinhos perto da estação e foram duas horas de trem e 130 euros para desfrutar da experiência. O lugar é maravilhoso, tirei muitas fotos, peguei neve, comi neve, deitei na neve e me arrependi porque fiquei molhada e congelando. 





Na parte interna de Jungfrau tem um corredor feito de gelo, inclusive com o chão e algumas esculturas. Assistimos um filme no cinema 360º e comprei chocolates na loja da Lindt, almoçamos e voltamos para a neve. 


Como sou muito radical me aventurei no snowboard, paguei 20 euros para alugar equipamento e para obviamente tomei vários capotes, sai de lá com um super calor, suada e consegui ficar dois segundos e meio em cima da prancha rs.

Voltamos no último horário para o hotel, jantamos e eu estava super cansada mas como era noite de festa fiz o sacrifício de de tomar um banho e me arrumar para a próxima Contiki's Night.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

FRANÇA - PARIS PT. II

Continuando meu tour, encontrei meu amigo francês fomos dar uma volta pela cidade, algumas ruas não possuem faixas  e tem muitos carros na rua, então o trânsito é uma loucura, fomos novamente para Torre Eiffel porque queria tirar algumas fotos pela manhã, passamos pela Catedral de Notre Dame, sentamos num pub e tomamos a cerveja mais cara da Europa, 24 euros nesse copo.
Quando eu estava voltando para o hotel um barbeiro deu uma raladinha no carro do Nate e então fiquei sabendo como eles agem em casos assim, é bem interessante, todos os carros na França são obrigados a terem seguro e dentro deles tem uma ficha, então cada um que está envolvido na ocorrência preenche seus dados e passa a ficha pro outro, como o inglês dele não era dos melhores o pouco que ele conseguiu me explicar era que não precisava fazer boletim de ocorrência nem nada, eles mandam a ficha pra seguradora e ela se encarrega de resolver tudo, super simples.

Me arrumei para o jantar, reunimos o grupo e fomos na Basílica de Sacré Coeur, nunca subi tanta escada na minha vida mas a vista vale super a pena, tiramos algumas fotos e fomos jantar num restaurante super aconchegante as quais tive minha primeira experiência com patos. De entrada comi scargot novamente, prato principal foi o pato com molho de laranja e purê de batatas e torta de chocolate de sobremesa.




Finalizei minha estadia em Paris com muito sucesso foi tudo incrível e consegui conhecer tudo que eu gostaria, no dia seguinte acordamos cedinho e pegamos o ônibus rumo a Chateau de Cruix.





quarta-feira, 9 de setembro de 2015

FRANÇA - PARIS


Ao final de um mês morando em Londres continuei meu tour pela Europa, dessa vez fechei com a Contiki – uma agência de turismo australiana que em um próximo post eu detalho como funciona,  mas resumidamente vamos de ônibus de um lugar para o outro e dormimos em hostels, acampamentos, trailers, hotéis etc.

O ponto de encontro do grupo foi num hotel em Londres, fiz o check-in e fui para meu quarto que estava uma bagunça e com banheiro molhado, era compartilhado com uma australiana e ela não estava, aproveitei para dormir um pouco e em seguida fui para a reunião que informariam os horários de saída no dia seguinte.


Assim que terminou a reunião eu estava morrendo de vontade de comer comida japonesa, já que fazia mais de um mês que não sabia o que era sushi e próximo do meu hotel tinha um restaurante (Yo Sushi), comprei dez fatias de sashimi e paguei dez pounds (aproximadamente 40,00) uma fortuna porém foram super bem gastos, como a viagem era longa até Paris, passei na Waistrose e comprei alguns snacks e fui dormir.



Na manhã seguinte, fizemos a travessia entre a Inglaterra e a França por balsa e ela é gigante, com dois andares, lojas, restaurante, sala de games, poker, quase um "mini" cruzeiro, comi um american breakfast, com bacon e ovos e depois de oito horas de viagem, que foram super tranquilos porque tinham algumas paradas e íamos conversando, chegamos a Paris.

Nos hospedamos no Ibis Budget, o quarto era super pequeno e o banheiro parecida uma cabine de avião, sem contar que a ducha não ficava em cima da cabeça, era apenas um "chuveirinho", bem estranho a princípio, tomei um banho rápido e fomos jantar ao lado do hotel. A comida estava ótima principalmente depois de ter passado um mês comendo super mal em Londres.



Fizemos um city tour noturno e no meu grupo eram em média trinta australianos, cinco canadenses, uma americana e eu brasileira, a única que a língua nativa não era inglês, a princípio fiquei receosa, principalmente com os sotaques e gírias que eram diferentes mas depois fui me acostumando.

Paramos em um restaurante para tomar champanhe que é deliciosa e bem diferente da que tomo no Brasil não tem gosto de álcool e é bem leve e comer escargot, que à primeira vista é nojento mas que tem gosto de cogumelo, nossa última parada foi TORRE EIFFEL, mais um daqueles momentos incríveis que as palavras nunca são suficientes para expressar o que senti, ela estava toda iluminada MARAVILHOSA, sei que tirei mil fotos e depois fui sentar na grama para assistir o show de iluminação, nisso um ucraniano que estava sentado ao meu lado começou a puxar assunto e ficamos conversando, acabamos voltando com o grupo e o metrô é muito lotado e ruim, uma das meninas que estavam com a gente teve o celular furtado lá dentro.

Como teríamos apenas um dia inteiro em Paris, fiz um super cronograma para que desse tempo de conhecer tudo que eu queria, então acordei às 8h10 tomei café e às 9h00 o coach nos deixou no centro, tirei algumas fotos no Arco do Triunfo e depois caminhei pela Champs Elysees, rua mais famosa e cara de Paris, passei pela praça da Concordia e depois um jardim até chegar ao Louvre, chegando lá o cartão de memória da minha câmera deu problema e perdi umas 300 fotos, inclusive todas de Paris a noite e algumas de Londres. Como estudei história da arte estava muito ansiosa pelo Louvre, então paguei 12 euros e em um próximo post conto todos os detalhes, mas saibam que lá é sensacional e gigante. Em frente ao museu ficam muitos ambulantes vendendo chaveirinhos, fui perguntar o preço e ele disse que 1 chaveiro era 5 euros, nisso eu disse WHAAAT?? This is very expensive (isso é muito caro) ele disse que faria 5 chaveiros por 1 euro, eles são super espertos então você tem que pechinchar e questionar a todo momento.



Depois da maratona para conhecer a maior parte do museu fui para os fundos porque lá tem a ponte onde ficavam os cadeados do amor (Hoje foram retirados), passei no comércio para comprar meu globo de neve e fiquei procurando um wi-fi para tentar encontrar meu amigo francês que conheci em Praga, encontrei um restaurante de crepe e escolhi um de Nutella enquanto combinava como iríamos nos encontrar.

Depois de almoçar ele me encontrou e quando percebi tinha esquecido minhas compras no restaurante, voltei correndo e o garçom tinha deixado tudo guardado então peguei as sacolas e parti para o tour guiado.


Continuo contando sobre Paris e meu tour particular no próximo post.





terça-feira, 28 de julho de 2015

INGLATERRA - LEAVESDEN (HARRY POTTER STUDIOS)

Quem me conhece sabe que sou apaixonada por Harry Potter, cresci assistindo e lendo tudo sobre esse mundo incrível e quando soube que o estúdio onde foram feitas as gravações estariam abertas ao público fiquei louca pra ir.

Comprei o ingresso pelo site da Warner Bros. Studio Tour London - The Making of Harry Potter para uma terça feira a tarde, que seria um dia que não estaria tão lotado e fui para a estação de trem de Lewisham (bairro que eu morava), peguei o DLR para Bank e um trem para Euston,chegando na estação comprei a passagem para Watford Junction por dez euros, e em vinte minutos estava lá, peguei um ônibus que saia direto para o estúdio por dois euros, e em 15 minutos tinha chegado ao estúdio, é importante chegar pelo menos 45 minutos antes do horário marcado para trocar o voucher pelo ingresso com calma.

Esperamos em uma fila ao lado do armário sob as escadas onde o Harry dormia na casa de seus tios, até dar o horário que o tour começaria, passou um filme de introdução e no final do filme a tela subiu e surgiu a porta do salão principal, nessa hora já queria sair correndo, mandar a guia calar a boca e entrar no salão que nem uma malucamas consegui segurar a emoção tirei algumas fotinhos e me comportei que nem uma pessoa civilizada. 

No salão estavam as duas mesas enormes, lindas e maravilhosas que nem os filmes e alguns trajes dos personagens. A guia falou alguns minutos e depois todo o passeio era por conta,uma dica é que aluguem um digital guide, pois assim você pode ir escutando algumas informações e curiosidades durante o percurso.


A sala seguinte era gigantesca, separada por pequenos ambientes dentro dela, tinha uma ala de maquiagem e cabelo, sala do Snape, sala e dormitório da Grifinória, cozinha da Toca, sala do Dumbledore, Cabana do Hagrid, alguns quadros e objetos, sala da Umbridge, Ministério de Magia, efeitos especiais, enfim de tudo, dá pra ficar umas três horas nessa sala tranquilamente, tirei milhares de fotos, li cada plaquinha existente e babei em tudo.



No final da sala vi uma pequena movimentação e fui verificar o que era, até que descobrir que eu poderia voar na vassoura e fazer um vídeo, AAAAAAAAAHHH na hora quase surtei, vou aprender a voar numa vassoura, que EMOÇÃO!! Peguei uma fila rápida tirei foto, fiz o filme, quando fui assistir era EU, toda linda, voando tão bem que poderia jogar no time de Quadribol, comprei o USB com o vídeo e quatro fotos por 40 euros e fui toda feliz para a próxima sala.


O ambiente era externo e a primeira coisa que vi era o carro do Sr. Weasley, ao lado tinha a moto do Hagrid, as peças de xadrex gigante, a ponte do castelo, Nôitibus andante, a lápide do cemitério e a casa dos Dursley, comprei uma cerveja amanteigada (não tinha a frozen que é a melhor) e fique passeando e tirando algumas fotos.



Na sala seguinte tinha vários objetos, como máscaras, roupas, partes de dragões, dementadores, aragogue, algumas relíquias da morte, além de alguns personagens feitos de borracha que eram perfeitos.
Vi também o Dobby e quase roubei ele pra mim, porque ele estava com uma carinha de dó que partiu meu coração.

No final da sala estava a entrada para o Beco Diagonal, me senti uma verdadeira bruxa nerd e queria ficar lá pra sempre fazendo mil compras e nunca mais ir embora, mais uma vez fiquei horas passeando por lá e segui para próxima sala.

Como sou designer a sala seguinte foi muito interessante, pois nela haviam sketches, desenhos técnicos e várias maquetes de papel com diversos cenários dos filmes.

Estava chegando ao final do meu passeio e estava muito orgulhosa de ter segurado as lágrimas, porém nessa última sala eu não me aguentei, com a música tema do Harry eu entro em uma sala escurinha e o Castelo gigantesco na minha frente, todo perfeito e eu realmente me dei conta de onde eu estava, e o que aquilo representava pra mim, as inúmeras vezes que pensei em conhecer aquele lugar a realização de um sonho e onde eu tinha conseguido chegar, eu me acabei de chorar! As pessoas passavam por mim e me achavam uma maluca mas eu não estava nem ai pra ninguém,  fiquei muito tempo lá e curti cada momento que pude, agradeci mil vezes a Deus por ter vivido aquilo, sequei minhas lágrimas e fui para a última sala.


A última sala parecia com a do Sr. Olivaras e tinha o nome de todos os sete mil funcionários que trabalharam em todos os filmes da saga e em seguida tem uma loja com muitas coisas pra comprar. Como eu já tinha comprado várias coisas no parque na Universal em Orlando eu comprei apenas um Guia do Tour em inglês, e fui embora muito cansada mas extremamente feliz :)